Terça, 07 de Dezembro de 2021
37°

Nuvens esparsas

Paulo Afonso - BA

Cidades SEPARAÇÃO

OS IMPACTOS EMOCIONAIS DOS FILHOS NA SEPARAÇÃO DOS PAIS.

A busca por profissionais especializados podem minimizar os impactos emocionais.

31/10/2021 às 14h14 Atualizada em 31/10/2021 às 14h27
Por: Redação Fonte: Por: Dilessandra Fontes CRP 03/16937 Psicóloga Clínica Especialista em Saúde Mental
Compartilhe:
Dilessandra Fontes CRP 03/16937 Psicóloga Clínica Especialista em Saúde Mental - Foto D4Noticias
Dilessandra Fontes CRP 03/16937 Psicóloga Clínica Especialista em Saúde Mental - Foto D4Noticias

A separação conjugal é um acontecimento que, na maioria das vezes, causa estresse no ambiente familiar devido a uma série de mudanças e ajustamentos na convivência entre pais e filhos. Existe uma grande probabilidade dos membros familiares, pais e filhos, vivenciarem um mal estar psicológico durante esse processo.

É importante salientar que cada indivíduo vivenciará esse momento de forma diferente, principalmente os filhos devido a faixa etária. Quando se procura entender os impactos que a separação entre pais pode ocasionar nos filhos é importante considerar as diferenças de idade. Filhos menores, até 05 (cinco) anos, tem dificuldade de entender o que está acontecendo pelo fato de não compreender os acontecimentos e as situações abstratas (não ver mais os pais juntos), podendo causar sensação de abandono. É importante, nessa fase, o dialogo dos pais, explicar para a criança que apesar da separação os pais estarão presentes e evitar tantos detalhes sobre a separação.

Vale ressaltar que a forma que os filhos vivenciam esse momento é diferente dos pais, tal situação pode impactar de forma negativa na saúde mental daqueles, pois pode ser vista como uma separação parental e não conjugal. Sendo assim se faz necessários diálogos para deixar claro para os filhos que existe uma separação entre o casal, mas eles continuarão sendo amado por ambos (separação conjugal). Profissionais da saúde mental avaliaram que filhos, até 14 anos, tem maior probabilidade em desenvolver problemas emocionais e comportamentais que os filhos com idades menores, nessa faixa há mais percepção e entendimento sobre as circunstâncias fáticas da separação.

 É necessário que os pais estejam atentos a sinais de comportamento como: irritabilidade, agressividade, ansiedade, alteração do sono, alteração alimentar, crises de choro, comportamento regressivo (enurese). Presentes esses sinais busque a ajuda profissional de saúde mental. Outro fator importante, que interfere negativamente na saúde mental das crianças é quando um dos cônjuges ou ambos deixa transparecer para os filhos sua mágoa ou decepção diante da separação.

Esse tipo de comportamento, refletem nos filhos, que entendem que estes devem optar por ficar de um lado ou de outro, escolher entre o pai ou a mãe causam-lhes sofrimentos. Diante das inevitáveis circunstâncias que afligem as relações familiares nos tempos modernos é importante que os casais, quando tiverem problemas conjugais instalados, busquem ajuda profissional para resolver tais questões para que não interfira no emocional dos filhos.

Por: Dilessandra Fontes -  CRP 03/16937 

Psicóloga Clínica Especialista em Saúde Mental 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Feira de Santana - BA
Sobre o município
Paulo Afonso - BA Atualizado às 14h43 - Fonte: ClimaTempo
37°
Nuvens esparsas

Mín. 23° Máx. 36°

Qua 36°C 23°C
Qui 35°C 23°C
Sex 36°C 22°C
Sáb 35°C 22°C
Dom 35°C 23°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias