Quarta, 03 de Junho de 2020 10:17
75 98891-2472
Cidades PAULO AFONSO

Mario Galinho “Por hora cumprirei a liminar na íntegra, mesmo contrariado”.

A função de fiscalizar é uma prerrogativa parlamentar, porem ela tem que ser executada com transparência e ética. Analisa o advogado Carlos Azevedo.

20/05/2020 09h54
Por: Redação
Mario Galinho vereador em Paulo Afonso-BA - Foto - Rede Sociais
Mario Galinho vereador em Paulo Afonso-BA - Foto - Rede Sociais

Após decisão judicial, proferida pela justiça, aonde determina que o réu (Mario Galinho) se abstenha de invadir ou visitar sem autorização prévia da Secretaria Municipal de Saúde, todas as unidades de saúde da rede pública municipal voltadas para o enfrentamento do COVID-19, que em caso de descumprimento o réu pagar multa de 10% do salário Mensal.

O vereador Mario Galinho, informa que irá cumprir da decisão, porém questiona alguns tópicos da acusação, segundo ele a informação que estaria de bermuda não condiz com a realidade, alega que estava de calca   e que o vídeo se existir ira comprovar o que diz, quanto ao fato ter se passado por funcionário da manutenção também alega ser falácia, “educadamente me apresentei ao vigilante como vereador que sou, pedi para entrar no local e ser acompanhado, pois já sabia o que iria encontrar e logo a verdade se confirmou: A unidade estava em desuso! Como disse acima, tenho provas e serão devidamente apresentadas. Por que a liminar judicial afirma que eu não faço parte sequer da Comissão de Saúde da Casa Legislativa, sendo que eu sou sim integrante da Comissão Parlamentar Temporária de Enfrentamento ao Corona Vírus (COVID-19), através do Decreto Legislativo nº 44/2020 de 08 de abril de 2020”. Complementa o vereador.

A função de fiscalizar é uma prerrogativa parlamentar, porem ela tem que ser executada com transparência e ética, a maneira como o vereador agiu denota falta de ética, pois o mesmo buscava apenas sensacionalismo, basta observar o horário inadequado e a situação de contagio colocando em risco sua vida e demais pessoas, o lugar adequado para tratar esses assuntos é através de denúncia de fato junto ao Ministério Público e só após aceito deveria o vereador divulgar, no entanto nesse momento eleitoral, o vereador busca um vale tudo para estar em evidencia junto a população, o ato em si pode ter efeito contrário e com certeza o repudio da população. Cabe agora o Vereador apresentar suas ponderações a justiça e doravante agir dentro da suas prerrogativas parlamentar. Analisa o advogado Carlos Azevedo (Área cível e criminal) a pedido do Diariod4noticias.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Paulo Afonso - BA
Atualizado às 10h10 - Fonte: Climatempo
27°
Poucas nuvens

Mín. 21° Máx. 31°

28° Sensação
17.8 km/h Vento
59.7% Umidade do ar
90% (4mm) Chance de chuva
Amanhã (04/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 30°

Sol e Chuva
Sexta (05/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 30°

Sol e Chuva
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias