Terça, 20 de Outubro de 2020 03:39
75 98891-2472
Brasil CORRUPÇÃO

“A ingerência nos órgãos de controle atingiu o ápice na renúncia de Moro”.

Para a Transparência Internacional, o Brasil regrediu no combate à corrupção nos últimos 12 meses.

18/10/2020 19h50
Por: Redação
Foto - Rede Sociais
Foto - Rede Sociais

Em entrevista à Crusoé, o diretor-executivo da entidade no país, Bruno Brandão, contou o que mudou nesse período.

“A ingerência política nos órgãos de controle atingiu seu ápice na renúncia do ministro da Justiça Sergio Moro, que saiu do governo fazendo pesadas alegações. A nomeação de um procurador-geral (Augusto Aras) fora da lista tríplice no ano passado também foi um fator negativo, que nós já vínhamos apontando no primeiro relatório (…).

Nos doze meses seguintes, nossos medos se confirmaram. Atos e declarações graves do procurador-geral da República geraram um descrédito e uma desconfiança muito grande. A situação do Judiciário também definhou. Esse agravamento se deu principalmente nos recessos do Judiciário, quando o ministro Dias Toffoli assumiu o comando das apelações e decisões de urgência. Aí se acumularam diversas decisões altamente controversas que beneficiaram réus poderosos em casos de corrupção.”

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Paulo Afonso - BA
Atualizado às 03h24 - Fonte: Climatempo
20°
Poucas nuvens

Mín. 19° Máx. 36°

20° Sensação
20.7 km/h Vento
96.1% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (21/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Quinta (22/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias