Domingo, 24 de Janeiro de 2021 17:48
75 98891-2472
Brasil OPERACAO FAROESTE

PF prende Desembargadoras e secretário de segurança é afastado das funções na Bahia.

Desembargadora presa fez carreira no Ministério Público e foi nomeada por Jaques Wagner no TJ-BA

14/12/2020 18h05 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: BN/D4
Fotos: Ag. Haack (Ilona Márcia) / Ascom TJBA (Lígia Maria) -Foto Rede Sociais
Fotos: Ag. Haack (Ilona Márcia) / Ascom TJBA (Lígia Maria) -Foto Rede Sociais

As desembargadoras do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Lígia Maria Ramos Cunha Lima e Ilona Márcia Reis, foram presas na manhã desta segunda-feira (14). Os mandados de prisão temporária, determinados pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Og Fernandes, são cumpridos pela Polícia Federal (PF) no âmbito das 6ª e 7ª fases da Operação Faroeste, que apura um esquema criminoso de venda de sentenças em meio à disputa de terras no Oeste baiano.

Além delas, também foi determinada a prisão preventiva de Ronilson Pires, operador do juiz Sérgio Humberto Quadros, e o afastamento do cargo e função de todos os servidores envolvidos nestas fases, o que inclui o secretário de Segurança do estado, Maurício Barbosa, e a ex-chefe do Ministério Público estadual, Ediene Lousado que chegou a ser indicada para o Conselho porem não teve seu nome ainda aprovado pelo Senado Federal. Segundo o site Bahia Notícias alguns dos alvos dos 36 mandados de busca e apreensão são os advogados Rui Barata Lima Filho, Arthur Gabriel Barata, Marcelo Junqueira Ayres Filho, Diego Ribeiro e Ivanilton Santos da Silva Júnior, filho do desembargador Ivanilton Santos da Silva. O gabinete do pai no TJ-BA também é alvo dessas medidas. As ações da PF ocorrem não apenas em Salvador, mas nas cidades baianas de Barreiras, Catu e Uibaí e em Brasília (DF).

Mauricio Barbosa Secretario de Segurança Publica da Bahia Afastado

 

 DESDOBRAMENTOS DA FAROESTE

Em março deste ano, a desembargadora Ilona já havia sido alvo de uma investigação interna por conta da Faroeste. Na época, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou a composição de uma comissão para apurar a atuação dela em relação à disputa de terras no Oeste baiano.

HISTÓRICO

Ilona Márcia Reis é formada em Direito pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) e ingressou no MP-BA em em 1978, atuando como promotora de Justiça das comarcas de Central, Mutuípe, Conceição do Coité, Mata de São João e Gandu. Foi promovida para a capital em 1991, onde atuou nas Promotorias de Justiça de Família e da Fazenda Pública. Em 1997, foi promovida ao cargo de procuradora de Justiça.

Em 16 de outubro de 2013, Ilona foi indicada por Wagner para ser desembargadora do TJ-BA NA vaga reservada ao Quinto Constitucional, que destina, de acordo com o art. 94 da Constituição Federal, um quinto dos lugares dos Tribunais dos Estados a membros do Ministério Público e advogados com mais de dez anos de carreira, indicados em lista sêxtupla pelos respectivos órgãos de classe.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Paulo Afonso - BA
Atualizado às 17h44 - Fonte: Climatempo
32°
Muitas nuvens

Mín. 22° Máx. 35°

32° Sensação
17 km/h Vento
41% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (25/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Terça (26/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias